A Coleira no BDSM

Pra quem chega ao BDSM, um dos maiores objetivos é conseguir uma coleira ou colocar uma coleira.

Tenha na cabeça que como acontece na vida baunilha, vale para o BDSM, uma pessoa hoje casa antes de transar com o parceiro? Antes de colocar uma coleira, uma submissa tem o dever e o direito de conviver e ter algumas sessões antes de aceitar a coleira, e isso serve para o Dominador também, não digo que a submissa deveria ter sessões com alguns Dominadores, para ter parametros pra escolher o melhor pra ela, porque isso é bem complicado, mas seria o ideal, pra iniciar uma Ds completa e bem embasada.

A coleira é um dos símbolos mais fortes na comunidade BDSM, ela é a demonstração de um laço de submissão entre um TOP e um botton, parte importante da Liturgia BDSM.

Infelizmente hoje é uma das maiores demonstrações de banalização de um símbolo tão forte.

Usar uma coleira, não é simplesmente colocar o nome de um Top ou  um troféu a ser exibido, ela trás responsabilidade e confiabilidade entre os praticantes de D/s.

Para os Top, o botton passa a representa lo, suas atitudes e comportamentos serão reflexo do estilo BDSM do mesmo, como passa a carregar todos os segredos e intimidade do seu Top, durante esses anos vi muitos bottons acabarem com a reputação e credibilidade de muitos Tops  até que bem conhecidos no meio.

Para os Bottons, toda vez que um botton coloca uma coleira, inevitavelmente ele estará marcado para sempre no meio BDSM, colocar a coleira é muito fácil, agora tirar ela é complicado, e por mais evoluído que sejam os Tops, não é incomum, os mesmos não quererem bottons que já usaram coleiras de outros Tops.

A irresponsabilidade e a pressa desesperada de colocar uma coleira, normalmente desejada pela maioria dos Bottons, que possuem pouco conhecimento e participação reais na comunidade BDSM tem proporcionado o que vemos e sabemos o tempo todo.

Infelizmente já tive o desprazer de conhecer dezenas e dezenas de pessoas que se deram muito mal, mas muito mal mesmo, por negligenciar o cuidado na escolha do parceiro BDSM.

Eu já conheci muitas pessoas e 95% delas são submissas, e que se, no perdão da palavra, mas ela cabe bem aqui, se FUDERAM, em seus relacionamentos BDSM.

Sinceramente, submissas SÃO PRESAS FÁCEIS PARA CAFAJESTES, porque elas se abrem, dizendo o que desejam, esperam e gostam, fácil pra um suposto Top na maioria das vezes usarem la como cobaias, são  pessoas que carregarão para toda vida marcas físicas e psicológicas, conheci  muitas submissas que foram, EXPLORADAS, AMEAÇADAS, AGREDIDAS, ENGANADAS, ROUBADAS, CHANTAGEADAS, MARCADAS, MACHUCADAS E FERIDAS,  infelizmente muitos desses Tops  maus caraters, ainda estão no meio posando de íntegros e morais.

Logo um conselho, antes de ir colocando uma coleira, e virar propriedade de alguém, conviva com esse TOP, o conheça, sua história e sua conduta na real, não em propaganda própria, se o mesmo vier com história que você tem que usar a coleira pra conhece lo, fuja, TOPs de aparência e inseguros, morrem de medo de serem investigados pelas suas subs, não tenha pressa nenhuma, ter uma coleira, não vai lhe fazer melhor e mais importante, só uma peça usada, na real da palavra, então procure com calma e inteligência, algo que valha a pena e lhe proporcione muitas experiências e satisfação.

Tenha sempre em mente.  O BDSM não é O MAGICO DE OZ, pelo contrário esta mais para  A MORTE PEDE CARONA, onde se você pegar carona com a pessoa errada vai passar o inferno, o meio BDSM é formado infelizmente por sua maior parte por pessoas com  Complexo de Superioridade,  Inferioridade, recalques e traumas, então vá com cuidado, que vai encontrar realmente pessoas maravilhosas.

Outra coisa que o Brasileiro mudou e propagou foi o formato de expressar a coleira, há 20 anos atrás, os protocolos do BDSM internacional usava o seguinte padrão submissa{DONO} como dgy{YoY}, mas como nosso povinho adora inventar, criar moda e teorias da conspiração, logo apareceram doutores em BDSM alegando, que o dono  tem que vir frente, o dono puxa a submissa pela guia, a sub que deve ficar presa entre as chaves, etc etc, como se o simbolo da coleira, fosse uma conduta em play kkkk e virando essa bagunça generalizada que hoje assola o BDSM, por isso ainda podemos identificar um praticante que conviveu com o inicio do BDSM de como a coleira esta escrita no perfil da sua propriedade, pois nos recusamos a seguir modinha.

O  certo seria, boa sorte na sua busca, mas acho que isso não depende de sorte e sim de o mínimo de inteligência e amor próprio.

Mestre YoY.