Quem sou

50 anos,  1.85m, Engenheiro, divorciado, natural de SP capital, nascido em 31 de março, áries com ascendente em áries.

 

Preferência
Shibarista, Dominador, sádico, heterossexual.

 

Meu nick

YoY = Ying O Yang ( O = inicial do meu nome ).

MESTRE =  não foi colocado por auto afirmação, ele era usado pela Barbara Reine, quando ia me apresentar a outros praticantes, por causa dos workshops de shibari, desde então ficou.

 

Quando surgiu o BDSM na minha vida
Como a maioria das pessoas logo cedo percebi que cenas de SM, tortura e equivalentes mexiam comigo, me despertando certa excitação.
Considero o Filme "O Pendulo e poço" as primeiras cenas em que realmente aos 12 anos mexeram com minha imaginação e me fizeram ficar assustado pelo fato de ter reagido de forma prazerosa à cena da mulher presa abaixo do pêndulo.
Ignorando isso, continuei a vida normalmente tendo aquele lado sexual bem mais agressivo e espontâneo, irritando algumas parceiras, apaixonando outras.
Aos 29 anos senti que precisava aprender a controlar melhor meus impulsos e a partir daí resolvi aprender o “SSC - São Seguro Consensual” e desde então vivo a aprender.

 

Primeiro contato
No começo de  2000, resolvi ir conhecer o recem aberto Valhala, primeira casa dedicada a comunidade BDSM da América do Sul, pois já conhecia algumas pessoas do ZaZ, yahoo e Zillerthal, como muitos devem ter passado por isso também, cheguei na frente da casa e não tive iniciativa para entrar, retornando após algumas semanas, agora mais decidido, entrei e fui recebido pela estimada BARBARA REINE, e logo pude fazer um laço de amizade que estimo até hoje, minha mentora, mulher impressionante, a quem sempre respeitei e sempre respeitarei, a querida Bela , Klaus e muitas outras pessoas também conheci já naquela época, que formaram uns anos antes o ”SOMOS” que eu saiba o primeiro grupo do Brasil a tornar publico e defender o estilo de vida BDSM, e outras pessoas que conservo a amizade até hoje, os quais não vou citar para não cometer a grosseria de não mencionar amigos e amigas que muito estimo. Foram em casas como Valhala, Zillertal, Bar artes, Dominna e outras que na amizade, respeito e muitos risos, aprendi, ensinei e dividi o que sei. Em meados de 2007, conheci minha escrava e depois esposa, e já cansado com os rumos que o BDSM começou a tomar, com a proliferação de teorias de Doutores do BDSM que de experiências não tinham nada, coloquei minhas cordas na mochila e  fui viver meu próprio BDSM, como a maioria das pessoas que convivi, nesses 10 anos meu site ficou fora do ar, apesar de dezenas de tentativas de comprarem o domínio, agora retornando ao meio em 2017 e comprovando que todos tinham razão, o BDSM se reiventou, novos icones e exemplos, o politicamente correto encontrou seu espaço no BDSM, qualquer um com um teclado se tornou ditador de regras.

O convívio em comunhão, base do BDSM deu espaço ao estudo e discussão, não existe mais uma escola, um grupo, um pensamento, as pessoas já não se compreendem e muitas vezes não sabem onde se encaixam ou se encaixam .

Infelizmente para garotos que nascem em tempo de parque aquático é impossível explicar o prazer simples de tirar a roupa e nadar  em um rio limpo e tranquilo.

Foram tempos que ficaram para trás, engolidos pelos mestres googles, Orkuts, facebooks e wikipedia, movidos pelo desejo de uma nova geração louca por perversão.

 

Minha visão do BDSM
Considero o instinto BDSM, algo natural dentro de cada um e que age em nosso ser da mesma forma que o homossexualismo, ninguém escolhe ser gay como também ser SM, vem de dentro, um sentimento que fluí naturalmente, e realmente traz frustações quando reprimido. Sendo uma das piores coisas para quem tem sangue SM é ter como parceiro alguém que não gosta de nem um tapinha, o que mais cedo ou tarde nos trazem insatisfações que parecem não ter motivos algum.

 

Meu primeiro contato com o Shibari
Como a maioria das pessoas, eu também sabia muito pouco sobre as práticas BDSM e a minha pratica preferida sempre foi o Bondage, aprendendo muito com meu Irmãozinho TIRANO, logo de ínicio BARBARA REINE que sempre teve um carinho especial com todos os membros do seu círculo, me perguntou se eu gostaria de aprender Shibari e depois ajudar a propagar, na época nosso amigo Highlander  já fazia maravilhosas amarrações e Workshop no Valhala e gracas a BARBARA tive contato com algum material e um Mestre Japônes que não me lembro mais o nome, mas que ela tinha um contato mais pessoal.
A partir dai, foi na raça mesmo, foram dezenas e dezenas de horas de tentativas e erros olhando para aquelas fotos escaneadas, e  com amarrações ridículas, começei a fazer workshops e divulgação de Shibari.

Graças a minha escrava lyjasmin{YoY} que falava e escrevia fluentemente o kanji Japonês, criei o primeiro dicionário de shibari, que esta até hoje no meu site.
Em 2004 fiz a primeira suspensão publica no encontro 24/7 organizado pelo Clube Dominna da Topazio convidado pela maravilhosa WALKIRIA, pelo menos desconheço que tenha ocorrido outra suspensão publica anteriormente, essas fotos chegaram ao Mestre Japônes que me presenteou com minha primeira corda de canhamo.
Foi uma época muito boa, como o Shibari era algo totalmente desconhecido, também registrei o domínio shibari.com.br que me pertence até os dias de hoje.

Pra quem não sabe,  O SHIBARI BRASILEIRO SE INICIOU NA MASMORRA DO VALHALA, ele não nasceu aqui vindo da internet ou  mestres que cursaram com mestres japoneses, foi um trabalho dificil e as vezes caros porque varias vezes tivemos que bancar os encontros do próprio bolso sem nunca termos cobrado nada.

 

Minha conduta
Mesmo como Dominador e com atitudes de dominador, essas atitudes rígidas, deixo apenas para as subs que se ajoelharam por desejo próprio para mim e não fico gritando para todos, "Eu sou um Dominador, nem fazendo cara de mau e todos tem que me respeitar e se ajoelhar” rrss,
Trato os Bottons e Tops igualmente e não exijo o tratamento de Dominador de quem não é minha sub, considerando esse tratamento de outras pessoas comigo como um ato carinhoso e de respeito espontâneo.

 

O que é certo no BDSM
Respeitar os outros, independente dos seus fetiches e atitudes, o que pode ser bom para mim pode ser péssimo para você e vice versa, se é São, Seguro e Consensual entre duas pessoas, então é certo, mesmo que muitos considerem errados, eu não empresto, não vendo, não alugo minha escrava, alguns dominadores emprestam, alugam. etc. , muitos podem até chamar de prostituição e chamo de fetiche se esse for o propósito dos dois e se o fim não for realmente lucrar sobre essa atitude.

 

O que é errado no BDSM
Achar que minha opinião e visão sobre o BDSM ou de qualquer outro é a correta.
aprenda a ter e viver a sua.
Julgar as outras pessoas, nunca julgue por que você não é melhor que ninguém e não ligue para julgamentos pois ninguém é melhor que vc.
Achar que como Dominador você é melhor que qualquer submissa, e achar que seu prazer é a única coisa que importa.
Sentir dor é uma forma intensa e profunda de prazer , então provoque isso com cuidado e dedicação explorando o que cada uma tem a oferecer.
Acreditar que já sabe o suficiente de algo e achar que todo parceiro responde igualmente aos estímulos.

 

Prazer Radical
Realmente negar os riscos da prática do SM, é ser sínico, sim existe o risco, pois quando há a entrega física e mental da parceira, ela se abre para novas sensações e o desejo de proporcionarmos essas sensações, precisa ser dosado, com consciência e conhecimento, nunca faça algo que não saiba ou conheça, e principalmente muito diálogo entre D/s, esteja sempre atento, longe de álcool ou entorpecentes, afinal queremos sentir mais, não acredite em tudo que falam ou no que vê, principalmente em fotos, muitas delas são montagens ou maquiagem.

 

Como me resumo
Sou o que sou, não sou covarde, mas também não sou burro, não nasci para repetir os outros, nem a mim mesmo. Sou um visionário, mas sei muito bem onde piso.
Procuro nunca tornar complicado o que é simples...

 

Ser um dominador não me impede de ser um cavalheiro.

 

Se a mulher é um mistério, a submissa é o Universo deles.

 

 

Minha Tatoo

Simbolo do BDSM + O pendulo da verdade + YoY

 

minha tatto.jpg
Minhas duas paixões BDSM e MOTO

 

WhatsApp Image 2019-03-09 at 13.30.56 (1).jpeg