Subspace e Dropspace
Sinceramente eu demorei muito pra poder falar sobre esse tema, pois é algo muito complicado, visto que 99% dos praticantes confundem SubSpace com extase que acontece normalmente com a euforia e DropSpace com uma tendência a depressão que provavelmete já existia na pessoa.
Precisei de decadas e maiss de uma centena de submissas e dezenas de masoquistas hard para entender esse processó químico no corpo da botton, hoje temos um monte de"praticantes" que acham que sabem muita coisa depois de ter tido cinco ou seis parceiros BDSM, fazem textos enormes cheios de fantasias e poucas experiencias práticas. Sempre fui um apaixonado pela dor e apaixonado pelas masoquistas e a capacidade infindável delas sentirem prazer,  muitas sessões realizei com medidores cardiacos e pressão colocados na botton e inclusive em mim, pude construir minha própria masmorra onde me permitiu ter um ambiente controlado para observações, convfesso que muitas observações me surpreenderam, como os batimentos cardiacos da Masoqusita em  Space cairem para menos de 50 batimentos por minutos, provavelmente pelo estado de relaxamento que ela entra, sempre gostei de fotografar e filmar as sessões para tambem analisar as reações depois e aprender mais sobre a submissa, tanto que hoje tenho mais de 5 mil fotos de sessões e mais de 200 videos, e isso foi a menor parte das sessões, não querendo contar vantagem mas ressaltar que tive observações suficientes para ter algumas conclusões,  alguns deles diponíveis no meu album particular. O intuíto de falar sobre isso não é como nada nesse site ditar regra e nunca é uma verdade absoluta, e sim permitir que os praticantes tenham mais perspectivas para análise, hoje existe muita fantasia no meio BDSM e as pessoas se iludem com teoria de livros e contos.

 

Primeiramente temos que entender Somente as Masoquistas conseguem atingir esses estados suficientementes alterados, por mais que os praticantes fantasiem isso, a maiora gosta de supervalorizar o que sentem e infelizmente  nunca vão chegar ao auge de alguma coisa,  mesmo entre as masoquistas também não é algo muito simples de atingir, pois a chave de tudo é a química da dor, basicamente a endorfina, a endomorfina em grande quantidade inundando o organismo..
Então é IMPOSSÍVEL pessoas que não estão sendo submetidos a praticas doloridas atinjam esses estados, Dominadores e submissas não entram em Space nem sofrem o Drop, muitos praticantes com pouca experiências acreditam que sim, provavelmente porque nunca tiveram ou presenciaram esse estado. Eu mesmo tive raras masoquistas que atingiram esse estado.
O estado de Space é o estado físico e mental que permite ao corpo fugir de um ataque de um predador mesmo mortalmente ferido, uma mãe levantar um carro para salvar um filho, mesmo quebrando ossos e lesionando musculos, ela só é capaz de fazer isso porque a dor dos ferimentos jogam ela para um estado alterado o que chamamos de Space, ele é simplesmente um recurso do corpo para sobreviver, pois permite isolar a dor.
A cena BDSM com sua entrega, ambiente e sons são catalizadores para o Space apesar de serem a parte pequena do processo.
Eu sinceramente amo deixar a masoquista em space, alguns praticantes dizem ser perigoso, que é arriscado, até hoje não vi risco algum, o que a vivenciei foram momentos fantásticos, e normalmente a masoquista dorme no fim da sessão acabada e costuma acordar com uma larica, tanto que alem dos queipamentos de sorroco, agual, sal, costumo deixar uns todinhos a mão kkk.
Quer saber se a masoquista esta em space? é simples, atravesse um espeto ou um prego nos seios dela se ela rir, com certeza esta em space kkkk, é nesse momento que safeword ou qqr outro limite colocado pelo Botton se torna inútil....
Alguns comportamentos que presenciei de masoquista em Space, ver neblina na masmorra, luzes coloridas, muitas vezes se movimentando, risos sem motivo, ficar imóvel e pouca sensibilidade a dor entre outras coisas "estranhas".

 

DropSpace , esse estado físico/mental é extremamente raro de acontecer, que só presenciei uma vez nas centenas e centenas de sessões que ja realizei, ela aconteceu depois de passar 15 dias submetendo a minha escrava a sessões hard e restrições na masmorra, confesso que me surpreendeu, mesmo com minha experiência não percebi a tempo de evitar.
tudo vai bem e simplesmente, de uma hora pra outra a minha escrava surtou, falava de forma agressiva, sem conseguir entender direito oque ela dizia, muitas palavras  sem nexo, simplesmente entregou a coleira, pegou as coisas, chamou um taxi e foi embora, sem dizer pra onde, cofesso que foi complicado por dias não tive notícias dela e não sabia onde estava, até que uma outra submissa amiga  me chamou dizendo que ela estava la, já estava bem melhor psicológicamente , no primeiro dia sentia muita raiva e estava bem calada, desabou a chorar por outros dois dias, até ir voltando ao normal. Depois desses 3 dias pude buscar ela de volta e as coisas se normalizaram.
Bem espero ter passado um pouco das minhas experiências com Space e Drop, é engraçado ver como as pessoas usam isso como desculpa, tanto pra esconder seus atos como também culpar o Top pela estado depressivo da botton, o que vejo é Tops sem nenhum critério sobre as condições psicológicas da botton para ter experiências BDSM, nesse tempo conheci centenas de botton que realmente não tem estrutura psicológicas e sempre acaba trazendo problemas e colocando a culpa no próprio BDSM.
Bem são observações praticas, experimentadas e vivida, não mais uma daquelas milhares de teorias produzidas no BDSM atual, claro que monte de pessoas que gostam de falar que sentem isso, vivem aquilo, vai torcer o nariz pra isso, mas fazer o que? .

 

 

MESTRE YoY.